Como ganhar uma renda extra através da poupança

Poupar é uma característica natural do brasileiro ao longo dos tempos.

Atualmente, a capacidade de poupança anda baixa por conta da recessão, alto nível de desemprego e perda do potencial de poupar – sobrando menos dinheiro que precisa ser investido nos gastos imediatos.

Mas ainda assim, poupar é não só uma forma de planejar o recurso que precisamos para atingir um objetivo em um determinado prazo, mas também uma forma de fazer reserva para emergências – como este cenário econômico que vivemos.

Infelizmente, milhares de brasileiros quebraram os cofrinhos nos últimos em busca de recursos que reequilibrem suas contas domésticas. Porém, isto se reforça a importância de poupar, seja que valor e por quanto tempo for. Afinal, guardar dinheiro sempre foi para os dias ruins.

Poupar pode ser uma fonte de renda antes de ser solução de urgência!

Sim. Muitas pessoas subestimam a poupança, ou porque tem valores pequenos ou porque as aplicações são difíceis de entender ou porque não sentem segurança de deixar o dinheiro em um banco sem poder mexer por um tempo.

Em vez disso, usamos para viagens e consumo. Nada contra as decisões pessoais, mas e o resultado hoje, precisando pagar as próximas contas até arrumar um emprego? Não ter aqueles pequenos valores que, guardados por anos, virariam, olhe só!, uma reserva.

Então uma dica valiosa é: se tem um valor disponível hoje, poupe em uma aplicação financeira. São muitas, de variados perfis, prazos e regras. Certamente há um que se encaixa com os seus planos.

Nunca é tarde demais para juntar dinheiro.

Os cuidados antes de ter uma renda extra com a poupança!

Poupar não é apenas ter um dinheiro guardado para um sonho ou uma emergência. Pode ser muito mais do que isso; pode ser uma fonte de renda extra.

Como? Aplicando em um produto financeiro. Mas da forma correta.

Não precisamos ser expert em produtos financeiros. O gerente da sua conta certamente pode dar todas as dicas sobre o que temos no mercado. Ou você pode ler muito conteúdo de qualidade na internet.

Mas algumas ideias deve partir da cabeça do poupador antes de ouvir mais opiniões:

Qual o prazo que você pode investir?

Aqui estamos falando literalmente de esquecer o dinheiro e deixar que ele comece a render tranquilo. E lembrando que na maioria das aplicações, quanto maior o prazo, menor a incidência de imposto e até de taxa de administração.

Se você tem planos de um carro novo em um ano, ou um imóvel em três anos, isso vai ajudar a escolher o que vai render mais até o momento de resgatar.

Qual a sua disposição para correr riscos?

É o que normalmente chamam de perfil de investidor.

Você está disposta a aplicar onde tem chances de ganhar mais, porém com menos garantias? Ou uma aplicação mais segura, porém ganhando menos? A resposta te levará para as aplicações que se alinham com o seu perfil.

Onde posso poupar e ganhar uma renda extra?

Aqui uma pergunta é necessária: deixando o dinheiro guardado ou resgatando periodicamente? A liquidez é muito importante?

Quer deixar rendendo sem data pra resgatar?

As Letras de Crédito e o Tesouro Direto, de formas diferentes, são as melhores opções. Você terá ganhos acima da inflação, mas é importante pesquisar a taxa de administração, a tabela regressiva de imposto conforme a época de resgate e quando a aplicação não pagará imposto algum.

Também existem opções ótimas de rendimento, mas têm prazos longos sem resgate (Debêntures) e riscos maiores, podendo perder muito dinheiro (Ações).

Quer deixar rendendo mas podendo resgatar?

A Poupança é a melhor opção para quem obter uma renda extra, aplicando mensalmente um valor e deixando aplicado pelo maior prazo possível. Mas somente se você acha que pode precisar do valor a qualquer momento – melhor investir e ter onde pegar do que nem investir, não é mesmo?

 

Comece hoje mesmo a investir e confira aqui o rendimento da poupança 2018 .

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *